Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Chave Oculta II - Louvor ao Simples Oculto

Sob cada estrela que encena sem luar
Antes que alvoreça, se revele a bela flor
Lívida crisálida desperta do encubar
Vive agora asas, se sustenta pelo ar
Escreve pelo vento seu trajeto e sua cor

Grava na existência, frágil, leve, tão fugaz
A tão ignorada, e tão buscada, vã questão
Dentro de si mesma leva essência do que traz
Une o universo numa só percepção

.:Ricardo Vieira:.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por registrar sua impressão.

Pratique a Digitação