Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 2 de janeiro de 2011

.:| a m o r - à - l e n t a |:.

.:| a m o r    à    l e n t a |:.

E se não tem, não faz mal não
A gente inventa
Do latão banhado a ouro
Ao de quilate noventa

A gente tenta

Dos meus lanches de dezoito
Meus banquetes de cinqüenta
Tu me alentas
Tu me abraças
Me contenta

Tudo bem, pois quando bem
A gente brisa
Quando não
A gente venta
Ou se mesmo furação
A gente ‘guenta’

Se for preciso
A gente veste a camiseta
Ou aparenta

Mas basta apenas um olhar
E o sol devolve
À cada flor
A sua verdadeira cor
E esta verdade que sustenta
O nosso amor.


04Jan10
.:|Ricardo Vieira|:.’

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por registrar sua impressão.

Pratique a Digitação