Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 17 de outubro de 2009

Permeio o Meio Afim de Um Fim


Quem não combate não bate
Se não barganha, não ganha
Mas se procede e não cede
Fazendo teia, emaranha

Mas não detenha o que tenha
Alma correta na reta
Não seja omisso se isso
Mantém teu olho na seta

Se tens respeito no peito
Enfrente sempre de frente
Se referido o ferido
Fazei perfeito o teu feito

Reage diante o que age
De coração justa ação
Se faz presente ao que sente

Que abarca a honra e arca
Com conseqüência e seqüência
E de virtude se marca.

(.:|Ricardo Vieira|:.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por registrar sua impressão.

Pratique a Digitação