Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

.: UNHA E DENTE :.

Então me diz, menina doce
O que te inflama?

É o compasso acelerado no teu peito?

Ou o acaso do vazio...
... na tua cama?
...

Que importa se de fato há futuro
Se o presente é o que te falta
No passado

Que atrasado...

...Vem clamar-te a solidão inseparável
...
E que amável
Foi colher-te no meu peito
Só e quente

E não há gosto teu que eu não experimente
Tão fluente
Que me escorre pelo lábio
Já dormente

Que não és só, e nunca fostes
Digo eu:
Noto que notas
Bem aos poucos
Finalmente
O que te falta é meu suor
Unha e dente

E um solavanco de quadril a te roubar
Ao menos dois ou três sentidos
E o ar
Pra devolver-te gota a gota
Ao meu pulsar

Nem pensar.

É tão preciso haver razão
Em me amar
Quanto razão existe
Em haver o mar


.:Ricardo Vieira:.

2 comentários:

  1. vc é muito bom, rapaz, não desista.

    ResponderExcluir
  2. a razão são as coisas lindas que escreves

    ResponderExcluir

Obrigado por registrar sua impressão.

Pratique a Digitação